Brasil: erospgalvao13@gmail.com +55 (21) 9 7474 5208 | França/Chile dasrarte@hotmail.fr +33 (0) 6 64 13 20 64

FORMAÇÃO

A Cia Les Trois Clés defende a arte como uma ferramenta de treinamento, onde uma sociedade pensa, é reinventada pelo encontro com o público e, mais amplamente, com o público. Cada criação abre essa troca de forma, compromete-se a necessidade e a vocação da sociedade de pensar que é construída por nossas ações. Desde a nossa fundação em 2006, seguimos uma abordagem que combina pedagogia e criação. Sempre até novas culturas e conhecer lugares diferentes. Através de diferentes idiomas, combinando o circo, teatro de fantoches, dança e música, cultivamos este frágil mas vivo, link entre a tela e o tecido imaginário.

Os workshops realizados pela oferta do grupo uma abordagem criativa que é reinventar uma linguagem de palco combinando teatro, circo e teatro de fantoches. Eles podem ser organizados pelos teatros que transmitem os programas da empresa, bem como outras estruturas de formação.

Dependendo do projeto proposto, períodos podem variar de 2 a 10 dias. Público:

Amadores e/ou profissionais (atores, acrobatas, músicos e dançarinos)

Estágios de autour de nossas criações:

  • Silencio (2006), criado no pátio centro dramático Regional do Vire, o Gigantea (2008), em colaboração com o teatro de marionetes de Arad, na Roménia, reuniu-se com um vasto público, tanto na criação em turnê (Brasil, Nova Caledônia, Romênia, Alemanha, Suíça).
  • Estágios na produção teatral em Phalsbourg em julho de 2007 e 2008: criação com o Moa, Toa e La Gigantea mostrar estagiários.
  • Oficinas de circo e fantoche para a escola de circo de Noumea, Nova Caledônia, festival de equinócio (2007)
  • Oficinas de acrobacias para jovens com idades entre 16 a 24 anos (2008, 2009) com a fábrica de movimentos – centro de reabilitação social em Aubervilliers
  • Como parte do Festival “Subúrbios Arts” em Trappes (de janeiro a maio de 2008): criação do espetáculo ‘ a verdade sai cedo para o final “com os alunos em CM2 da escola Paul Langevin no sótão de sal em Trappes.
  • Oficinas de recreação centros em março de 2009, em colaboração com o espaço de André Malraux para o Kremlin Bicêtre (94)
  • Residência na escola de circo Spasso em Belo Horizonte para o Brasil (de março a maio de 2010), criação do Macondo show com alunos da oficina teatral criativo.
  • Em 2012/13 artes residência em Aubervilliers (93), criações e intervenções no ambiente escolar.

TRECHO DO PRESS

A empresa chave três defende a arte como uma ferramenta de treinador, onde uma sociedade pensa, é reinventada pelo encontro com o público e, mais amplamente, com o público. Cada criação abre essa troca de forma, compromete-se a necessidade e a vocação da sociedade de pensar que é construída por nossas ações. Desde a nossa fundação em 2006, seguimos uma abordagem que combina pedagogia e criação. Sempre até novas culturas e conhecer lugares diferentes. Através de diferentes idiomas, combinando o circo, teatro de fantoches, dança e música, cultivamos este frágil mas vivo, link entre a tela e o tecido imaginário.

Os workshops realizados pela oferta do grupo uma abordagem criativa que é reinventar uma linguagem de palco combinando, circo, dança e fantoches. Eles podem ser organizados pelos teatros que transmitem os programas da empresa, bem como outras estruturas de formação.

Três eixos de trabalho são desenvolvidos:

  • Aquisição dos fundamentos técnicos da engrenagem do ar: tecidos, cordas, correias, trapézio, etc.
  • Escrita teatral e coreográfica do trabalho do ator/ar Acrobat
  • Construção de uma partitura de fase que surge a partir de improvisações dos jogos tema escolhido

Dependendo do projeto proposto, períodos podem variar de 2 a 10 dias. Público:

Amadores e/ou profissionais (atores, acrobatas, músicos e dançarinos)

Estágios de autour de nossas criações:

  • Silencio (2006), criado no pátio centro dramático Regional do Vire, o Gigantea (2008), em colaboração com o teatro de marionetes de Arad, na Roménia, reuniu-se com um vasto público, tanto na criação em turnê (Brasil, Nova Caledônia, Romênia, Alemanha, Suíça).
  • Estágios na produção teatral em Phalsbourg em julho de 2007 e 2008: criação com o Moa, Toa e La Gigantea mostrar estagiários.
  • Oficinas de circo e fantoche para a escola de circo de Noumea, Nova Caledônia, festival de equinócio (2007)
  • Oficinas de acrobacias para jovens com idades entre 16 a 24 anos (2008, 2009) com a fábrica de movimentos – centro de reabilitação social em Aubervilliers
  • Como parte do Festival “Subúrbios Arts” em Trappes (de janeiro a maio de 2008): criação do espetáculo ‘ a verdade sai cedo para o final “com os alunos em CM2 da escola Paul Langevin no sótão de sal em Trappes.
  • Oficinas de recreação centros em março de 2009, em colaboração com o espaço de André Malraux para o Kremlin Bicêtre (94)
  • Residência na escola de circo Spasso em Belo Horizonte para o Brasil (de março a maio de 2010), criação do Macondo show com alunos da oficina teatral criativo.
  • Em 2012/13 artes residência em Aubervilliers (93), criações e intervenções no ambiente escolar.