Brasil: erospgalvao13@gmail.com +55 (21) 9 7474 5208 | França/Chile dasrarte@hotmail.fr +33 (0) 6 64 13 20 64

A Gigantea

Em uma região desértica de um país imaginário, o menino Makou vive com sua mãe. Todos os dias ele sai à procura de água. Certa manhã, Makou é sequestrado por um tirano, líder de um exército de seres híbridos (homens/bestas), que o recrutam à força e o transformam em um menino soldado. Começa, então, sua luta por sobrevivência e seu nomadismo. A inocência o abandona, mas, em sonho, ele procura reconquistar a infância e reencontrar La Gigantea, a raiz que fornece água, o ouro azul.

De maneira lúdica e poética, a encenação parte do universo apocalíptico do pintor Hieronymus Bosch, da África (através da obra de Amadou Kourouma, escritor da Costa do Marfim), assim como dos contos primitivos recolhidos por Henri Gougaud. O título do espetáculo é uma referência a Byblis Gigantea, planta símbolo da vida em diversas civilizações, que brota em terras áridas e encontra-se, atualmente, em vias de extinção.

Aliando o ato político e o olhar poético, a Companhia Les Trois Clés e a Anistia Internacional tecem, juntas, uma luta pela defesa, dignidade e proteção das crianças.

DIREÇÃO E DRAMATURGIA: Eros P. Galvão e Alejandro Nuñez Flores

ELENCO: Lenuta Dorobantu, Sorin Dorobantu, Eros P. Galvão, Alejandro Nuñez Flores e Sigfrido Riveira

TRILHA SONORA: Denis Verdier

CONCEPÇÃO DOS BONECOS: Eros P. Galvão, Alejandro Nuñez Flores

CONFECÇÃO: Teatro de Marionetes de Arad-Romênia

FIGURINOS: Maria Adélia e Flaure Dialo

ADEREÇOS / MÁSCARA: Claudine Messonnier, Maria Adélia e Sigfrido Rivera

SOM E LUZ: Loan Horga

CLASSIFICAÇÃO: a partir de 10 anos

DURAÇÃO 1h