O ÚLTIMO PASSEIO DE BUSTER KEATON

As coisas jogadas fora têm grande importância    –    como um homem jogado fora.”

Manoel de Barros

Abandonado e esquecido, o velho Buster Keaton se isola em seu quarto. Sem glórias e aplausos, restam-lhe apenas dois fiéis companheiros: a sombra que o espia e a lembrança que o assombra. É ao lado delas que ele fará um último passeio, uma viagem de bicicleta ao fundo do baú de suas memórias onde o presente reinventa o passado, os seres marginalizados povoam a cena e a poesia nasce do lixo.

Entre García Lorca e Samuel Beckett, circo e teatro de bonecos, ilusão e realidade, um dos maiores gênios do cinema ressurgirá mais uma vez através do olhar e das ferramentas do teatro. Seu humor mecânico e absurdo nos fornece a matéria-prima para uma trama poética que, entre risos e tropeços, nos fala da velhice, do abandono, da exclusão e do tempo que passa.

DIREÇÃO, DRAMATURGIA, CENOGRAFIA E COREOGRAFIAS: Eros P. Galvão e Alejandro Nuñez Flores

DRAMATURGIA, INTERPRETAÇÃO E CRIAÇÃO MUSICAL: Marcus Borja

ELENCO: Eros P. Galvão, Alejandro Nuñez Flores, David Fernandes e Sigfrido Rivera

CONSTRUÇÃO DOS BONECOS: Alejandro Nuñez Flores e Sigfrido Rivera

FIGURINO: Nadia Rémond

LUZ E SOM: Ioan Horga

CLASSIFICAÇÃO: 10 anos

DURAÇÃO: 1h